markiclass - comprarcasalisboa

Tenho casa para vender. E agora?

Se nunca vendeu uma casa, ou se o fez há mais de 10 anos, prepare-se para um dado adquirido: os consumidores, em 2019, estão muito mais exigentes!
Isto vai forçosamente fazer com que este exercício se torne mais complexo, menos linear e simultaneamente, mais exigente e desafiador.

Hoje em dia as pessoas sabem perfeitamente o que querem e o que não querem e estão muito mais informadas, sobretudo graças à internet e às redes sociais – afinal de contas foi também assim que nos descobriu, certo?

Se há uns anos o mercado estava bastante diferente e eram as pessoas que tinham, necessariamente, de se adaptar aos agentes imobiliários e à sua disponibilidade, hoje a realidade é já muito distinta.

Atualmente são os clientes que definem timings e que marcam visitas em função da sua disponibilidade. E isto, isto muda tudo.

Nesse sentido e porque sabemos que o processo de venda de uma casa pode ser difícil, cansativo e gerador de preocupações e inquietações, resolvemos criar uma lista com alguns conselhos que deve procurar seguir antes de pôr a sua casa à venda.

Vai vender uma casa mas quer adquirir outra? conheça o detalhes.

1 – Vender primeiro. Comprar depois.

Um dos dilemas que mais inquieta o pensamento de muitos dos vendedores com quem falamos é, precisamente, a dúvida relativamente ao que fazer nesta situação. “Devo ou não iniciar o processo de compra da casa nova, antes de vender a casa actual?”

O nosso conselho vai nesse sentido, como indica de resto o título deste ponto – Vender primeiro. Comprar depois.

Esta é, de longe a opção mais sensata e inteligente.

Até porque, com toda a certeza, você não vai querer tentar comprar a sua casa nova, com a obrigatoriedade de ter de vender a casa onde vive, antes disso.

Lembre-se sempre que isto pode arruinar-lhe o negócio da casa nova, especialmente se houver mais gente interessada na casa. 

2 – Gostar não chega. É preciso comunicar a casa. Com Marketing e Publicidade.

Tome nota do que vai ler de seguida, porque este é, muito possivelmente, um dos pontos mais importantes de todo o texto.

A comunicação nos dias que correm é total e tem de dar resposta àquilo que são os desejos e vontades de quem procura, de quem pensa em comprar. De quem compra.

Fotografias deslumbrantes, vídeos em que se mostra a casa de fio a pavio, planos de cortar a respiração, tudo.

Para vender uma casa, actualmente, é importante que se pense num plano de comunicação e marketing para a mesma. Sim. Leu bem.
Precisa de pensar numa estratégia de comunicação e marketing para vender a sua casa. Porquê?

Porque os seus compradores querem tudo o que seja informação que possa haver sobre a casa que vão – hipoteticamente – comprar.

Querem ter a certeza absoluta que vão gastar bem o seu dinheiro.

Até porque, como é fácil perceber, comprar uma casa não é a mesma coisa que comprar um par de sapatos. Há muita, mas mesmo muita coisa em jogo.

Hoje em dia as pessoas estão muito à frente do tempo em que vivem.

Por isso é que é absolutamente determinante que também possa estar à frente do seu tempo, sobretudo num negócio que lhe pode ser extremamente vantajoso.

O nosso conselho é simples: invista em marketing e comunicação.

Crie a estratégia de que lhe falámos, porque vai estar a garantir pelo menos uma coisa: que está a fazer tudo o que está ao seu alcance para tentar fechar negócio e vender a sua casa o mais depressa possível.

  • Pense em contratar um fotógrafo profissional para fotografar a sua casa. Estudos recentes comprovam que uma casa com fotos profissionais conseguem alcançar cerca de 60% mais de visitas do que uma casa onde as fotografias são tiradas por si. Melhor, as casas são vendidas a um preço mais alto do que o preço de compra.
  • Pense em fazer vídeos da sua casa. Se as fotografias podem captar a atenção de possíveis compradores e suscitar neles interesse suficiente para que marquem uma visita, o vídeo pode elevar esse interesse a outro nível. Como?
  • É simples. Imagine o seguinte cenário: abre a sua conta de Facebook, ou a sua caixa de email e dá de caras com um vídeo que lhe mostra as várias divisões da casa que está a namorar, mas não só.

O vídeo faz também um tour pelas redondezas, em que lhe mostra os serviços e os espaços que vai poder encontrar, todos os dias, quando se mudar para aquela zona. Isto é diferenciador, certo? É mais do que estava à espera, certo? E isto faz ou não faz com que fique ainda com mais vontade de ir conhecer, pessoalmente, a casa, para ver se se dá aquele clique de que tanta gente fala, na hora de escolher uma nova morada? Não precisa de responder, que a resposta é óbvia.

3. Arranje o que houver para arranjar antes de começar a comunicar

É muito importante que a sua casa esteja com bom aspeto, arranjada, limpa e que convide quem quer, a entrar. Será fundamental que perceba o que é que precisa de arranjar antes de começar a receber visitas. Não se esqueça de uma coisa fundamental no meio de todo este processo e que é quase uma regra de ouro para quem quer vender uma casa: fazer com que quem compra se consiga imaginar a viver ali.

É assim que pode tentar influenciar de alguma forma o aparecimento do clique que é suposto dar-se na cabeça e no coração de quem visita a sua casa.

Por isso, o conselho que lhe damos é simples: Arranje tudo o que puder arranjar.

Pinte as portas.

Pinte as varandas, se as tiver.

Lave e pinte as paredes.

Se fuma em casa, ou tem animais, livre-se dos odores. Lembre-se a casa vai deixar de ser sua e ninguém gosta de entrar numa casa que tem os cheiros de uma vida inteira de outra(s) pessoa(s).

Verifique o estado das canalizações.

Não esqueça duas áreas fundamentais: a entrada – sim, o ditado “não tem duas oportunidades para causar uma primeira boa impressão” é verdadeiro – e as casas de banho.

De uma maneira geral, verifique o estado de conservação de tudo o que tem à vista e que vai estar exposto aos olhares curiosos de quem vem de fora, com o intuito claro de tentar perceber se vai ou não mudar de vida.

Isto tem especial relevo se estivermos a falar de alguém que está a comprar uma casa pela primeira vez. Estamos a falar de um investimento avultado que, regra geral, representa um compromisso bancário que durará por quase toda a sua vida.

A ideia de terem de gastar ainda mais dinheiro a arranjar o que quer que seja que possa estar estragado, vai afastar as pessoas da vontade de comprar.

4. Tenha cuidado na hora de definir o preço.

Estamos quase a entrar na segunda década do século XXI e as pessoas são, nos dias que correm, muito mais poupadas do que eram no início deste milénio.

Isto significa também que, na hora de pensar o preço que vai colocar no seu imóvel, deve ser razoável. Acima de tudo, isso.

Sabia que uma casa que tenha um preço certo e adequado ao seu real valor, vai vender-se em metade do tempo de uma casa que esteja sobrevalorizada?

Não se esqueça disto na hora de pensar no preço para a sua casa.

Tem dúvidas sobre como dar início ao processo?

Quer vender a sua casa, mas não sabe bem como é que há de fazer para poder vender rápido e bem?

Na Markiclass, vendemos imóveis e realizamos sonhos.

Fale connosco e deixe-nos transformar o seu sonho, numa agradável realidade.

gdpr-consentimento-digitalfc.: Pedido de Consentimento [GDPR]
Processamos dados, utilizando cookies no site (dados que ajudam os sites a lembrar-se de visitas anteriores) para melhorar a experiência do utilizador:
1. Ajudar os nossos serviços a fornecer conteúdo útil e personalizado;
2. Fornecer anúncios com base nos seus interesses;
3. Realizar análises e medições dos nossos serviços;
> Para mais informações sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais, consulte a Política de Privacidade e Protecção de Dados Pessoais

Privacy Settings saved!
Configurações de Privacidade

When you visit any web site, it may store or retrieve information on your browser, mostly in the form of cookies. Control your personal Cookie Services here.

Decline all Services
Accept all Services